6 esportes praticados por pessoas com deficiência

6-esportes-praticados-por-pessoas-com-deficiencia.jpeg

Que a prática de exercícios físicos é algo de extrema importância para a saúde, todos nós já sabemos. E é por esse motivo que toda e qualquer pessoa deve se empenhar na prática de algum esporte, inclusive aquelas com deficiência, pois a prática de esportes para pessoas com deficiência traz muitos benefícios à saúde física e mental.

O exercício físico e a prática regular de esportes têm o poder de dar mais força à pessoa com deficiência, melhorar a circulação sanguínea e o fôlego. Além do mais, exercitar-se faz com que o cérebro libere endorfina, o que resulta em sensação de prazer e alegria.

Além disso, praticar esporte é de grande auxílio para a reabilitação da pessoa com deficiência, mas há a necessidade de uma certa adaptação às regras e ao modo como se pratica as modalidades.

Entretanto, isso não é problema algum, pois hoje já existem muitos esportes adaptados que têm cumprido sua função de melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência.

Diante de tantos benefícios, você não vai querer ficar de fora dessa, não é mesmo? Continue lendo o post e encontre o tipo certo de esporte que se encaixa nas suas necessidades!

Esportes coletivos

A prática de esportes coletivos é de grande ajuda para a inclusão e a socialização de uma pessoa com deficiência.

Além de esses esportes proporcionarem todos os benefícios físicos que lhes são inerentes, há, ainda, o contato com outras pessoas que traz enormes benefícios emocionais.

Entres esses esportes, temos como campeão no número de praticantes, o basquete. Porém, além dele, há também o futebol, rugby e o futebol americano.

1. Basquete

É um esporte que, à primeira vista, não poderia ser adaptado para a prática por pessoas com deficiência. Mas ele tem ganhado cada vez mais espaço.

Quando nos referimos às pessoas com dificuldade para locomoção, o basquete em nível de competições oficiais, deve ser praticado com cadeiras de rodas adaptadas à prática do esporte e padronizadas, seguindo uma certa linha.

Os atletas são classificados de acordo com o nível de comprometimento motor que obedece uma escala previamente determinada.

Esportes individuais

2. Natação

A natação é um dos esportes que mais trabalha todas as funções do corpo e também acabou se tornando um dos mais completos. Esse é um dos poucos esportes que possui a capacidade de dar leveza ao corpo, proporcionando extrema sensação de prazer ao flutuar na água.

A natação também acalma a pessoa, de modo que as partes do seu corpo que são diariamente sobrecarregadas, finalmente conseguem atingir um estágio de leveza e relaxamento.

Independentemente do tipo de deficiência, esse é um esporte que, com o auxílio de um profissional capacitado, se tornará uma tarefa prazerosa e ajudará na mobilidade dos membros.

3. Arco e flecha 

O esporte conhecido como arco e flecha é um dos tipos mais democráticos quando nos referimos aos esportes para pessoas com deficiência. Ele pode ser praticado e pé ou sentado na cadeira de rodas.

Atualmente há muitas competições que simulam a modalidade olímpica do esporte, de modo que deve haver um treinamento constante para se atingir um bom nível e uma boa mira.

4. Musculação

Chegamos ao esporte que é considerado essencial para pessoas que possuem algum tipo de deficiência que afete os membros, pois, como já foi dito, uma parte do corpo tende a ficar sobrecarregada em detrimento de outra.

E é a musculação que tem a maior capacidade de fortalecimento dos músculos, uma vez que há um grande trabalho de vários grupos musculares isoladamente. Dessa maneira, a prática regular da musculação contribui para a resistência e a força do corpo.

A partir do momento em que há um fortalecimento dos músculos dos membros mais usados, haverá, também, a diminuição nas dores sentidas no dia a dia.

Mas é sempre bom lembrar que esse, como qualquer outro exercício físico, deve ser praticado sob a orientação de profissionais especializados no assunto, pois os exercícios se iniciarão de forma leve, aumentando gradativamente a intensidade.

5. Ciclismo

Para as pessoas cuja deficiência atinge os membros superiores ou inferiores, já existem bicicletas com uma adaptação que permite a prática do esporte.

Há também aquelas bicicletas que possuem espaço para duas pessoas, em que um ciclista pode auxiliar o outro a guiá-la.

Nas competições de ciclismo, os atletas são divididos em três classes de acordo com a deficiência que eles possuem.

6. Artes marciais

Não! Você não leu errado. A prática de artes marciais como judô, karatê, jiu-jitsu, muay thai e kung fu é uma excelente opção para quem se sente entediado com a musculação, mas quer trabalhar os músculos do corpo.

Além disso, elas proporcionam força e equilíbrio a quem as pratica, de modo que são extremamente importantes no processo de recuperação da autoconfiança

As artes marciais são exercícios que podem ser facilmente adaptados e tudo o que se necessita para praticá-las é vontade e determinação. Isso resultará numa melhora global do desenvolvimento corporal e trará os benefícios do fortalecimento dos músculos do corpo.

Como vimos, opções para aderir à prática de esportes é o que não falta. Cada modalidade possui as suas particularidades e cada pessoa possui suas possibilidades, mas é unanimidade a ideia de que competir melhora a autoestima de qualquer um.

Mas lembre-se de sempre buscar a ajuda de um profissional especializado nesse tipo de atividade. É ele quem saberá quais são as suas dificuldades e como está ocorrendo a evolução, de modo que se possa aumentar, ou não, o nível exigido.

O importante é nunca parar de se exercitar, não se deixar entregar à vontade de ficar apenas em casa. Praticar esportes para pessoas com deficiência é muito mais importante do que se imagina para a recuperação, não só física, como mental. E isso, junto a uma alimentação saudável, baseada em frutas, legumes, verduras e muita água, ajudará a manter a saúde em dia.

E aí? O que você achou das nossas dicas e informações? Já escolheu qual esporte vai praticar? Já praticou algum deles? Deixe o seu comentário no post falando sobre suas experiências que teremos enorme prazer em respondê-lo!